A Empire Magazine, revista norte-americana sobre cinema, provavelmente a maior neste ramo, publicou mais uma de suas listas cinematográficas. E eu, que sempre que posso acompanho o que rola no site, embarco nessa e divulgo aqui os 20 personagens mais legais do cinema eleitos pela revista. Vilões, mocinhos, loucos e  alguns não bem humanos… Enfim, personagens que marcaram a telona, marcaram um ano ou uma década e principalmente ficaram na memória de muitos amantes de cinema, como eu…

1. Tyler Durden

(foto: divulgação)

O preferido da gurizada mundo afora, e claro, sempre um deleite para a mulherada. Tyler Durden (Brad Pitt), de o “Clube da Luta” (1999), é um vendedor de sabonetes que irritado com a hipocrisia das pessoas e o modo politicamente correto de se viver, cria um grupo secreto de lutas violentas para extravasar as frustrações de um mundo chato. Tyler tem como filosofia de vida a despreocupação com a ética e a moral da sociedade, um anarquista convicto e se considera o cara que todos desejariam ser, pois ele faz coisas que as pessoas gostariam de fazer, mas não fazem. Ele simplesmente não se importa. Filme cultzaço de David Fincher.

2.  Darth Vader

(foto: divulgação)

Um dos grandes vilões, só que este bem mais enigmático e dentro dos conhecidos padrões de vilania da literatura e do cinema. Darth Vader, o lado negro da força na história de “Star Wars” (1977, 1980, 1983 e 2005) já foi um cara bom e justo, como contam os filmes mais recentes. Mas sua sede por vingança e poder tornaram-no um “monstro”, que manipulado pelo diabólico Darth Sidious, era capaz de destruir um Planeta inteiro e lutar com o próprio filho para atingir seus objetivos. Mas o que mais chama atenção no personagem é a sua armadura negra um tanto bizarra e sua respiração mecânica barulhenta. Com certeza povoou os pesadelos de muita gente por aí.

3. Coringa

(foto: divulgação)

Meu vilão favorito do cinema. O Coringa de “Batman – O Cavaleiro das Trevas”, interpretado brilhantemente por Heath Ledger é um marco na história da vilania cinematográfica. Um personagem extremamente perturbado, sarcástico, engraçado, sinistro e irreverente. O Coringa reinventado por Ledger é um sociopata em altíssimo grau.  Diferente daquele criado por Jack Nicholson que apesar de mal, era muito mais caricato e irreal. O Batman acabou virando coadjuvante em seu próprio filme. Este novo Coringa é assustador exatamente pelo fato dele ser humanamente possível. E isso torna ele uma figura interessantíssima de se ver. “Why so serious?”

4. Han Solo

(foto: divulgação)

Olha o Harrison Ford aí com seu Han Solo, personagem que deu notoriedade para o ator em Hollywood. Na série de sucesso “Star Wars” (1977) de George Lucas, Han Solo é um dos heróis da história, que não é um jedi. Ele é o capitão da nave espacial Millenium Falcon, mercenário e debochado que se apaixona pela princesa Léia e ajuda Luke Skywalker na sua batalha contra o pai, Darth Vader. Tão legal quanto ele é seu amigo co-piloto Chewbacca, um wookiee peludão muito sábio e temperamental.

5. Dr. Hannibal Lecter

(foto: divulgação)

Outro dos meus preferidos. Dr. Hannibal Lecter é um médico psiquiatra, psicopata e canibal, condenado ao corredor da morte, que ajuda a agente do FBI Clarice a desvendar o sequestro da filha de uma senadora, por um serial killer perturbadíssimo. Hannibal, feito genialmente por Anthony Hopkins, é uma pessoa inteligente, com um humor refinado e mente manipuladora. Sua fraqueza é a paixão que nutre pela agente Clarice (Jodie Foster).  “O Silêncio dos Inocentes” (1991) recebeu os principais oscars daquele ano, incluindo o de melhor ator e atriz. Também teve mais três sequências.

6. Indiana Jones

(foto: divulgação)

Henry Jones Júnior é  o professor de arqueologia mais cool que conhecemos. Aventureiro destemido, inteligente, forte, que usa uma pistola e um chicote para enfrentar seus inimigos e os perigos dos lugares que explora. Interpretado por Harrison Ford, “Indiana Jones” (1981) é um filme da parceria de Steven Spielberg com George Lucas. Produção feita pela Disney, o longa é um dos filmes mais cults do século passado.  Já teve mais três sequências, sendo a última lançada em 2008.

7.  The Dude

(foto: divulgação)

Jeffrey “The Dude” Lebowski é mais um dos ótimos personagens feitos por Jeff Bridges. Em “O Grande Lebowski” (1998), The Dude é um novo hippie desempregado e desocupado,  que se acha O cara e passa a maior parte do tempo jogando boliche e ouvindo rock dos anos 60. Ele é confundido com um milionário e se vê metido em uma grande confusão com bandidos da pesada. Um filme engraçadíssimo de Joel Cohen e o personagem de Jeff não podia ficar atrás.

8. Capitão Jack Sparrow

(foto: divulgação)

O personagem mais divertido e porque não dizer, mais importante da Disney no século XXI. O capitão Jack Sparrow, da série de filmes “Piratas do Caribe” (2003, 2006 e 2007) não era pra ser o protagonista da história – que se centrava no romance do casal Will Turner e Elizabeth Swann (Orlando Bloom e Keira Knightley) – mas por sua irreverência, aparência estranha, trejeitos engraçados e claro pela ótima interpretação de Johnny Depp, Jack Sparrow passou a ser indispensável e tornou o filme um verdadeiro sucesso.

9. Ellen Ripley

(foto: divulgação)

Por fim uma mulher. E claro, tinha que ser A mulher. Ellen Ripley, personagem de Sigourney Weaver na saga de filmes “Alien” (1979), dirigido por  Ridley Scott, James Cameron na sequência e David Fincher no terceiro, pra citar alguns. Como tenente de voo da nave Nostromo em 2122, Ellen é a única sobrevivente de um massacre alienígena. E assim continua nos próximos filmes, sofrendo mutações, sendo clonada e por fim virando praticamente meio humana, meio alien.

10. Don Vito Corleone

(foto: divulgação)

Na minha opinião, o maior personagem da telona. Don Vito Corleone, imigrante italiano e poderoso patriarca de uma  família inserida na máfia, disseminada nos EUA nas primeiras décadas do século passado. “O Poderoso Chefão” (1972), filme de Francis Ford Copolla, é considerado um dos melhores de todos os tempos. ‘Il padrino’  interpretado por Marlon Brando, apesar de não ser o protagonista da história, roubou a cena por suas frases célebres e seu amor incondicional à família, preceito que ele passou adiante para seus filhos, como Michael, protagonista de Al Pacino.

11. James Bond

(foto: divulgação)

O personagem que teve vários filmes, interpretado pelos atores mais galãs de Hollywood também não poderia ficar de fora dessa, afinal ele é o agente secreto britânico mais top de linha do cinema mundial. No caso deste, personalizado por Sean Connery em “007 Contra Goldfinger” (1964), o terceiro da série que iniciou em 1962, o personagem, representa o ápice do universo masculino, já que além de bonitão também mostra o estereótipo viril do homem do século XX.

12. John McClane

(foto: divulgação)

Bom, se o vilão Hans Gruber está na lista, o policial mocinho e duro na queda John McClane não poderia ficar de fora. No papel que consagrou de vez Bruce Willis em Hollywood, McClane passa por poucas e boas para conseguir salvar sua esposa e claro, os cidadãos de grandes cidades norte-americanas (como LA, New York e Washington). O filme, Duro de Matar (1988)  teve  mais três sequências, sendo a última em 2007.

13. Gollum

(foto: divulgação)

“My precious”, outra frase célebre dita por um dos personagens digitalmente animados mais icônicos do cinema moderno, depois, é claro, de Yoda. Gollum o lado maléfico de Sméagol, personagem da trilogia “Senhor dos Anéis”, tem obsessão pelo Anel e seu poder, e está sempre atrapalhando a vida de Frodo e Sam.

14. O Exterminador

(foto: divulgação)

Ele foi malvado no primeiro filme (1984), tentando basicamente exterminar as esperanças de um futuro para a humanidade. Nos filmes seguintes (1991, 2003) voltou das cinzas bonzinho e comandado por John Connor a salvar o mundo de outros malvados. O ciborgue mais famoso do cinema, interpretado pelo ‘quase ciborgue’ Arnold Schwarzenegger, ficou conhecidão não só por ser um feito tecnológico de James Cameron, mas também por frases como “Hasta la vista baby”.

15.  Ferris Bueller

(foto: divulgação)

Ferris foi um ídolo da gurizada nos anos 80 e 90. Ele e seu “Curtindo a Vida Adoidado” (1986) foram um sucesso de público e viraram cults. Ferris era o popular da escola, todos amavam ele, até quem mal o conhecia. Fazia e acontecia e nada de ruim acontecia. O esteriótipo do super-herói adolescente, só que seus superpoderes eram basicamente seu charme, simpatia e ótima lábia.  Matthew Broderick bem novinho foi seu intérprete. “Save Ferris”.

16. Neo

(foto: divulgação)

O mocinho da trilogia de sucesso dos anos 2000, Matrix (1999). Interpretado por Keanu Reeves, Neo marcou a geração do início do século XXI, com a história de uma realidade virtual, do mundo ser uma espécie de mundo digital controlado por máquinas e, claro, Neo é o escolhido para acabar com este sistema e dar independência aos seres humanos. O filme foi um divisor de águas em termos de efeitos especiais, e o mesmo vale para Neo e suas aventuras nos filmes, como a cena antológica em que ele desvia dos tiros dos agentes Smith.

17. Hans Gruber

(foto: divulgação)

O vilãozão de Duro de Matar (1988), primeiro de uma sequência de filmes protagonizados por Bruce Willis. Hans Gruber é um líder terrorista alemão doentio que faz refém uma galera de um prédio em Los Angeles, a fim de roubar muitos milhões de dólares de uma empresa multinacional, que por acaso é o lugar onde a mulher de John McCLaine trabalha.  Alan Rickman é o intérprete de Hans.

18. Travis Bickle

(foto: divulgação)

O taxista punk perturbadíssimo de Taxi Driver, filme de Martin Scorsese (1976), genialmente interpretado por um Robert De Niro bem novinho. Travis é fanático por filmes pornôs, obcecado por uma mulher (Betsy) e pela ideia de que o mundo é socialmente imoral. Tenta a todo custo salvar Iris, uma garota prostituta de 12 anos (Jodie Foster em início de carreira) de sua condição, coisa que a menina não parece ligar muito não. O cara é tão ferrado da cabeça que chega a ser cool.

19. Jules Winnfield

(foto: divulgação)

Célebre mafioso de Pulp Fiction, também de 1994, grande obra de Quentin Tarantino. Samuel L. Jackson, seu intérprete foi indicado ao Oscar naquele ano. Jules vivia dizendo que iria abandonar a ‘carreira’ de assassino. Super cultzão com John Travolta e Uma Thurman nos papéis principais. O que não falta nesse filme são cenas marcantes, como a dança dos personagens Vincent Vega e Mia Wallace.

20. Forrest Gump

(foto: divulgação)

O contador de histórias. Muitos ficaram sem saber se suas histórias eram verdadeiras ou pura invenção de uma mente maluca, mas a verdade é que Forrest Gump (1994) é um dos personagens mais queridos e simpáticos do cinema. “Run Forrest, run!”… Dirigido por Robert Zemeckis, o filme rendeu a Tom Hanks seu segundo Oscar, em 1995. Tanto o longa-metragem como o personagem fazem parte da minha lista de melhores filmes de todos os tempos.


Fontes:
Terra Cinema & DVD
Empire Magazine Online

Anúncios